A A A

Como calcular seguros de motos?

Publicado em:  

O cálculo de um seguro de moto depende de vários fatores. A idade do piloto, o valor da moto, o local onde ela é utilizada, a frequência do uso, o tempo de habilitação do condutor e a quantidade de ocorrências de sinistros relacionados ao modelo da moto são apenas alguns deles.

As fórmulas exatas que as seguradoras usam para calcular o valor do seguro são mantidas em segredo e podem variar de empresa para empresa. O que sabemos é que existem dois fatores determinantes: o custo e a frequência.  O custo se refere ao valor da moto e a frequência à quantidade de ocorrências de sinistros (acidentes, roubos, furtos).

Vamos imaginar que um homem de 22 anos queira fazer um seguro para uma Bandit 650, zero quilômetro, que custa R$29 mil.

As motos de cada modelo têm uma taxa básica definida pelas seguradoras. Os cálculos das taxas de seguros de motos são feitos com algorítmos, por meio de dados obtidos no mercado. Suponha que a taxa da Bandit seja 0,232.

A primeira coisa que a seguradora de motos faz é multiplicar o valor do veículo pela taxa. Nesse caso o resultado é de R$ 6.728. Esse é o valor do prêmio do seguro.

Em seguida, a administradora verifica a frequência de sinistros na região em que a moto é usada. Para isso são levados em conta vários fatores, nem sempre revelados pela administradora de seguros.

Imagine que entre todos os segurados da região de uso da moto, com a idade média do piloto, 0,0000909 sofreram sinistros e o custo médio de pagamento foi de R$20 mil. Multiplicando-se esses valores, chega-se a uma taxa de frequência de 1,818. Agora, aplique o prêmio versus a taxa frequência e você terá um valor de seguro de R$12.231.

Esse valor pode ser alterado, ainda, pelas taxas de relatividade. Essas são taxas ligadas aos fatores de risco. A cada fator uma multiplicação é feita e o valor do seguro pode aumentar ou diminuir. Quem define quais são os fatores são as seguradoras.

No caso do exemplo acima, a moto é nova. Imagine que haja uma taxa de relatividade de 0,9 ocorrências de sinistros para motos 0 km. Multiplique o valor do seguro pela taxa e você terá um valor final de R$11.007.

Assim, todos os fatores de relatividade são multiplicados pelo último valor obtido, até que se chegue a um custo final.

Normalmente o valor do seguro de moto é muito alto em relação ao seu preço. Isso ocorre devido ao grande número de sinistros. Por isso, a maioria dos pilotos de motos preferem não pagar seguros.

O ideal é pedir orçamentos em diversas seguradoras e verificar qual delas tem os seguros de motos mais baratos com coberturas melhores.

Fonte:   /   Assessoria de Imprensa

Atenção! O conteúdo publicado nesta página tem como objetivo prestar informações diversas sobre o mercado de motos, financeiro e, também, mais especificamente sobre o segmento de consórcio para motos, bem como opções de planos e parcelas para aquisição de cota de consórcio.
* Os valores informados estão sujeitos a alterações sem prévio aviso, uma vez que a tabela de preços dos fabricantes pode sofrer alterações a qualquer momento.
** Este SITE não representa oficialmente nenhuma montadora, consórcio de fábrica ou marca de motocicletas específica. Para mais informações, acesse o nosso TERMO DE USO e POLÍTICA DE PRIVACIDADE.

Leia mais sobre: Dúvida seguro

*Comentário sujeito a aprovação

Solicite uma Ligação

Ligamos para você

Receba em instantes uma ligação
e esclareça todas as suas dúvidas

Agende uma Visita

Solicite uma Visita

Sem compromisso vamos até você e
explicaremos as vantagens do Consórcio.

Atendimento Online

Atendimento Online do Consórcio de Motos

Das 8h00 às 18h00 - 2ª a 5ª Feira
Das 8h00 às 17h00 - 6ª Feira
Horário de Brasília

Vantagens do Consórcio

Vantagens do Consórcio

Confira as vantagens de programar
a compra do seu moto
através do Consórcio.

Acompanhe nas redes sociais